.

Eterno é este mar em que tuas lágrimas navegam e a brisa suave que levou de ti a ilusão ...e nesta bruma ocultas teus sentires de mim ... (Celina Vasques )

terça-feira, 3 de abril de 2012

Um novo dia...


Um novo dia...


Brotei os sentidos na busca do sentimento que
Derramava orvalhos de lágrimas
neste fulgente amanhecer
As minhas queixas ocultaram-se nas nuvens
E entorpeceram este amor perdido...

Um pássaro seduziu-me com seu mavioso canto
Anunciando um novo dia...
Despertei de um sono cativo de muitas noites de solidão
Parti em cada anseio e neste transporte liberto
A amargura dos meus sentires...
Desta saudade
Da minha agonia...
Onde está passarinho? Sei que cantas
Uma mágica canção de amor... Naquela janela azul...

Canta pra mim também... Seduzi-me,
pois que morro de amor por ti!
Fala-me de dor, de saudade de paixão e,
sobretudo...
Diz-me onde vive o meu grande amor?
A minha viagem se chama ilusão...
Fecho os olhos e vejo o tom da paixão!


Celina Vasques