.

Eterno é este mar em que tuas lágrimas navegam e a brisa suave que levou de ti a ilusão ...e nesta bruma ocultas teus sentires de mim ... (Celina Vasques )

quarta-feira, 14 de março de 2012

Embala-me...Vento!








Hoje, senti o vento

Que levou teu amor de mim... Rumo

Ao infinito muito distante...

E eu fiquei aqui em frente ao mar... a

Esperar-te todos os dias... e a escrever versos

Com minhas lágrimas nesta areia que cai

Entre meus dedos trêmulos...

Descrevo o anoitecer com palavras

Ó vento embala-me e deixa-me

Dormir em teus braços

Sentindo o roçar da brisa em minha face...



Celina vasques