.

Eterno é este mar em que tuas lágrimas navegam e a brisa suave que levou de ti a ilusão ...e nesta bruma ocultas teus sentires de mim ... (Celina Vasques )

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

DOCE LUZ...




DOCE LUZ...


Dias de primavera
E parecem-me longínquos...
Donde o perfume das flores
Inebriavam a atmosfera...
Logo o verão chegava com
Seu fulgor ardente...

Relembro tempos felizes
Um sorriso me vem aos lábios...
Como era doce o brilho do teu rosto
Iluminado pela luz do luar...

É difícil ter a certeza de que tudo que vivi
E, que ainda está aqui no meu coração e na minha alma
E o amor é tão distante e obscuro
Gostaria de achar uma brecha
no oceano da paixão para voltar no tempo...

Ah! Quantas vezes nestas horas lentas e vazias
Tenho a sensação de que meus sonhos me traem...
Deixo a fantasia
E adentro a realidade...

Na monotonia do entardecer... Onde escrevo poemas
- A beira mar -
Eu fui paixão que viu o arco Iris...
Numa doce luz do teu olhar!


Celina vasques