.

Eterno é este mar em que tuas lágrimas navegam e a brisa suave que levou de ti a ilusão ...e nesta bruma ocultas teus sentires de mim ... (Celina Vasques )

terça-feira, 17 de janeiro de 2012

UMA HISTÓRIA DE AMOR!



Apaixonei-me numa bela manhã
enquanto meus olhos perdiam-se
no horizonte
vislumbrando o infinito
na varanda de minha casa em
frente ao mar!

Percebi ao sentir o vento
a esvoaçar os meus cabelos
havia mais alguém ali
sorria e olhava-me
com aqueles olhos que causavam
inveja àquele mar bravio
que descortinava-se à nossa frente!


Foi um lindo sonho de amor,
vivido em toda a sua plenitude
com muitos beijos...muito carinho...
abraços e afagos
e todas as promessas dos apaixonados!


Essa paixão frutificou-se
e não éramos mais dois
Um dia o amor se foi
- ficaram os frutos -
eu continuei a olhar o infinito
na mesma varanda
a brisa,os ventos uivantes,
o cheiro - perfume inebriante que
exala do mar -
o marulhar das ondas
e fui desfiando o tempo
e o amor nunca mais
voltou!


Aqui fiquei escrevendo versos
fazendo poemas...




CELINA VASQUES