.

Eterno é este mar em que tuas lágrimas navegam e a brisa suave que levou de ti a ilusão ...e nesta bruma ocultas teus sentires de mim ... (Celina Vasques )

terça-feira, 17 de janeiro de 2012

UM PÁSSARO...APENAS!





Um Pássaro...apenas!


Sou pássaro em liberdade
voando livre em busca da esperança...
trago no peito o teu nome tatuado...

Voando muito alto
querendo alcançar o ceu
um pobre pássaro
louco e apaixonado
chorando a sina
com a alma dilacerada
e o coração vazio...

Sou uma estória de amor
inacabada...despedaçada
em eterna luta em busca
do amor perdido
procurando no tempo as
respostas da vida!

Durante os dias percorro
o firmamento à procura
do canto de outros pássaros...
quem sabe assim recupero
a alegria...
à noite envolve-me com seu
derradeiro manto!

Esqueço quem sou
por alguns instantes
e qual o pássaro em
teus pés posei...
e me perdi na amargura
do teu triste Adeus!


celina vasques