.

Eterno é este mar em que tuas lágrimas navegam e a brisa suave que levou de ti a ilusão ...e nesta bruma ocultas teus sentires de mim ... (Celina Vasques )

domingo, 8 de janeiro de 2012

Último Alento...



A vida ensina duramente a cada
passo infalso na caminhada
e é tudo controlado pelo invisivel,
a força cósmica...
o Mundo é uma roda gigante que
gira..gira..gira...

hoje tu estás no cume da montanha
e eu preciso de ti,
mas amanhã, quem sabe, talvez és tu
quem precisará de mim...
quem sabe aliviar a queda...
pois ela vem vertiginosa...
ferindo...
estraçalhando...deixando marcas...


Sentada na beira da estrada da vida
na minha solidão
observo o vazio dos sonhos que nutri e
os quais nunca realizei...
muitas coisas na minha vida aprendi...
muitas lágrimas derramei...
meu coração partiu-se muitas vezes
em fragmentos e sangrou

A verdade da vida me ensinou
outras o tempo duramente me fez esquecer...
Não penses que poderás ferir, enganar,
mentir, destruir
sem que a justiça do sobrenatural
caía sobre ti...

Temeis...não serão perdoados os ultrajes
o flagelo , a vergonha a tortura
de uma alma inocente
que nunca fez mal a ti...e eu
sem medo no fim do caminho
apenas calçada pela fé encontrarei o meu "eu"

E no fim não importarão as privações,
as humilhações
as lagrimas derramadas desde que
cada passo dado tenha sido consciente
um passo certo...
no meu ultimo alento... serei
verdadeiramente eu!




celina vasques