.

Eterno é este mar em que tuas lágrimas navegam e a brisa suave que levou de ti a ilusão ...e nesta bruma ocultas teus sentires de mim ... (Celina Vasques )

terça-feira, 10 de janeiro de 2012

TU e EU!



O meu amor por ti
foi sem medo
imutável
absoluto e sincero
guerreiro e amante
perfumado nas rosas
da ilusão!

O meu Eu que habita
em ti é o sábio
instante de uma estrela
cadente com todo o seu
esplendor e beleza
no momento do beijo
mais profundo de
nossas vidas!

Hoje, sei que te amei
apesar dos ventos
das tempestades e
vendavais que bravejam
empurrando as ondas
na beira do cais!

Tu, navegante da minha paixão
Eu, náufrago...
no sentimento da saudade
Meu coração
Ancoradouro deste Amor...

Sem ti ...sou apenas solidão! 











"...e em tua viagem, pergunto: onde vais?
se sou o mar calmo e respondo teu impulso,
se em marés respeito teu instante convulso,
porque precisas ir em busca de outro cais?". Desenhou ondas em meu pensar, como uma pérola sem sua ostra. "


CELINA VASQUES