.

Eterno é este mar em que tuas lágrimas navegam e a brisa suave que levou de ti a ilusão ...e nesta bruma ocultas teus sentires de mim ... (Celina Vasques )

domingo, 15 de janeiro de 2012

TRAIÇÃO



Não foste a paz que
minha alma busca
nem o brilho que a
meus olhos ofusca!

Não foste amor
que meu corpo clama
nem a paixão
que a meu coração inflama.

Não foste o vinho que
em minha taça bebo
nem a festa que meus
dias anseiam.

Foste o castigo que
rasga a esperança
da alma sofrida
o fim...desde o começo
e vesti-me do teu avesso!

Foste a ira
o rancor
que destrata

e maltrata
enche de pavor e solidão
teu nome:
TRAIÇÃO!




CELINA VASQUES