.

Eterno é este mar em que tuas lágrimas navegam e a brisa suave que levou de ti a ilusão ...e nesta bruma ocultas teus sentires de mim ... (Celina Vasques )

sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

TORTURA



Porque me torturas?
que prazer mórbido
cruel
teu sorriso de escárnio
a cada gesto meu?

O meu sentir maior é a solidão
e da minha suave paixão
és tu
a fonte de inspiração
meu sentimento mudo
mistério do amor!

Porque me torturas?
Não vês que meu
coração frágil morre de
amores por ti?

Minhas lágrimas orvalham
meu rosto
e em cada desgosto
o desespero
toma conta de mim?

Ah! Porque me torturas?
maltratas
detratas
que fiz eu a ti?

Como se eu fora culpada
de tuas
amarguras e
desventuras...

Se eu apenas te amei!







CELINA VASQUES