.

Eterno é este mar em que tuas lágrimas navegam e a brisa suave que levou de ti a ilusão ...e nesta bruma ocultas teus sentires de mim ... (Celina Vasques )

terça-feira, 17 de janeiro de 2012

TALVEZ



Talvez...palavra iminente
entre nós...
quem sabe ...talvez
me amarás...talvez
virás amanhã...talvez...
então quem sabe o
tempo me ajudaria a saber!

Talvez
eu sinta o sangue gelar
ao te ver...
talvez
fariamos amor
outra vez...
talvez
não partirias meu coração...talvez...
e nos descaminhos
com tantos "talvez"
no fundo de minha alma solitária
eu possa esquecer-te...quem sabe?
Talvez...




CELINA VASQUES