.

Eterno é este mar em que tuas lágrimas navegam e a brisa suave que levou de ti a ilusão ...e nesta bruma ocultas teus sentires de mim ... (Celina Vasques )

sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

SONHOS PERDIDOS



Quando o sol se põe... Nesta tonalidade triste
Do crepúsculo... Onde as melodias são melancólicas...
Choro com lágrimas solitárias os sonhos perdidos
Que um dia foi teu.

Lancei o tempo no entardecer do adágio
Não sei por que me apaixonei de tal modo
Mesmo se eu deixasse de sentir
Nessa miragem verdadeira
Que o nosso romance perdeu-se
Porém a tua sombra me acompanharia...

Fecho os meus olhos a contemplar e ainda
te vejo nos sonhos!
Todos os caminhos têm uma ilusão
Ah! Essa chama em meu peito que só
Os amantes vêem... E sentem... A dor e a saudade
Grito essa dor profunda... Num silencioso mistério...

O teu fantasma desaparece
E outra vez
Amanhece...
O dia interrompeu radiante
Abro os olhos mais um dia sem ti!



celina vasques