.

Eterno é este mar em que tuas lágrimas navegam e a brisa suave que levou de ti a ilusão ...e nesta bruma ocultas teus sentires de mim ... (Celina Vasques )

sábado, 7 de janeiro de 2012

SIMPLESMENTE...EU!



Ah! Quanta paz neste silencio
Sinto-me neste momento eterno
Filha do Universo
Qual se eu fora uma árvore ou
Uma estrela, o mar, as montanhas
Sentindo que tenho o direito de estar aqui
Neste pedaço do mundo
Onde a serenidade que emana da natureza a
Força que vem de Deus me trás essa
Certeza de que minha alma
Permanece plena e leve mesmo
Depois de tantos desenganos e de
Muitos sonhos desfeitos!




CELINA VASQUES