.

Eterno é este mar em que tuas lágrimas navegam e a brisa suave que levou de ti a ilusão ...e nesta bruma ocultas teus sentires de mim ... (Celina Vasques )

domingo, 15 de janeiro de 2012

SILÊNCIO DE TI!



Procuro-te no infinito
entre as estrelas
nos sorrisos e nas luzes
em todos os cantos
nos gestos e em todos os
segundos...além da vida
Que saudades meu amor!


Onde estás
além de aqui no meu peito
dentro do meu coração
a dor que ignoras o
vento que chora...
qual melodia de amor!

O silêncio é meu grito oculto
de tudo que almejo de querer
que sejas mais que um vulto
neste meu caminhar
Até quando amor eu vou
chorar por ti?

Tua ausência um estar sem fim
canção da minha amargura
de repente tudo se cala
só sei dos meus desencantos
das dores das lágrimas que
ninguem as vê
te buscando nos meus pensamentos
nos sonhos que se perderam...
Ah! Meu amor onde estás agora?







CELINA VASQUES