.

Eterno é este mar em que tuas lágrimas navegam e a brisa suave que levou de ti a ilusão ...e nesta bruma ocultas teus sentires de mim ... (Celina Vasques )

terça-feira, 10 de janeiro de 2012

SEGREDO



Amo-te (ainda e tanto)
meu poema canção
fala das saudades e dos
meus sonhos que
renderam-se aos
teus desencontros
no vir e partir.
Amo-te (ainda e tanto)
na imensidão do infinito
além do azul do horizonte
onde a tristeza é o saber mais forte
dos segredos e mistérios d'alma!
Amo-te (ainda e tanto)
no meu Eu mais profundo
nos anseios
inalcançáveis e arredios
sentimentos de desilusão
e a amargura dessa
angustiante realidade
que me enlouquece!
Amo-te (ainda e tanto)
mas tive medo das
Palavras e Razões
nas lastimosas lágrimas
qual o segredo ocultado
quem ama sente
medo de perder...e perdi!
Amo-te... ainda e tanto!




CELINA VASQUES