.

Eterno é este mar em que tuas lágrimas navegam e a brisa suave que levou de ti a ilusão ...e nesta bruma ocultas teus sentires de mim ... (Celina Vasques )

domingo, 8 de janeiro de 2012

SAGRADO



Já estava escrito que tu e eu 

estaríamos juntos
Para sempre em todas as encarnações...
E que por mais que nos dispersemos
Mesmo que o acaso
Separe-nos por muitas e muitas vezes
Mas as nossas vidas teriam a mesma luz!

Nas páginas do Destino está escrito que a
Paixão nos consumiria e viveríamos dela e

 nossas almas estariam juntas além da vida!
Mesmo que distantes
O amor sempre iluminaria
As estradas pelas quais passássemos...
Nossas imagens viveriam sempre 

em nossas retinas e
No sono mais profundo
E em todos os nossos sonhos...

Escrita pela mão do destino
E em nossas lembranças a nossa história de amor
Sempre haveríamos de ter
A sensação de que em algum longínquo lugar
Estaríamos tu e eu quais almas gêmeas... Que somos!

O vazio se não estivermos juntos... 

E a sensação de saudades de 
algo indescritível sempre nos acompanharia...
E todas as vezes que nos encontrássemos

 nos reconheceríamos...

Uma passagem qualquer na vida seria suficiente...
Uma estrela, um sol a iluminar, a lua
O mar, o verde das árvores, os rios,
As montanhas... O olhar perdido no infinito
A buscar um vulto perdido no tempo ou no espaço
Marcarão para sempre
Nossa história de amor abençoada pelo Sagrado!

E juntos finalmente numa única luz
Encontraremo-nos em todos os princípios e fins!


Para ti minha alma gêmea!




celina vasques