.

Eterno é este mar em que tuas lágrimas navegam e a brisa suave que levou de ti a ilusão ...e nesta bruma ocultas teus sentires de mim ... (Celina Vasques )

segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

PRIMAVERA




Fantasio veredas de estonteante verde,
Caminhos de flores perfumadas de ti,
Trespasso vales e montanhas, contente.
O amor nas entranhas de um colibri.

De todos os amores entrevados em mim,
Ressalta-se o pensamento de teu rosto.
De todas as indagações de estopim,
Resta-me o sentimento extrapolado e torto.

Haverá outra canção?
Explode minha paixão.
Haverá outro sonhar?
Encanta meu desejar.

Teus olhos nos meus,
Recordações de encanto iluminado,
Os receios de desencantar são teus,
Apesar de declarações de estado!

Danço as melodias de minha realidade
Ensaiadas no ritmo de teu sorriso,
Momentos da mais pura deidade
Coração que acelera tirso.

As luzes das estrelas que iluminam teu cabelo,
Velam nosso amor, sonhos e esperanças,
Sorridente Lua minguante guarida o belo,
Nossa vida tecida como duas crianças.

Ah, bela primavera de nós!


Celina Vasques e Cristiano Melo