.

Eterno é este mar em que tuas lágrimas navegam e a brisa suave que levou de ti a ilusão ...e nesta bruma ocultas teus sentires de mim ... (Celina Vasques )

domingo, 15 de janeiro de 2012

Pra ti...a poesia!



O meu canto qual o encanto
das minhas palavras que são tuas
invadindo tuas noites
para sonhar nos teus sonhos...
amando-te com desejos inconscientes!

Galopando nesta estrela passageira
viajei por longes terras em busca de
tua alma vagante numa longa espera...
eterna talvez... com meu coração
repleto de amor por ti!

Amo-te e quero-te
- mas tanto -
que ao som da melodia de amor e
na harmonia da canção que componho
esqueço todas as dores e entre risos
flores ...e antigas juras de minh'alma
á tua...escrevo os versos em tom de prece
e ofereço para ti...a poesia!



celina vasques