.

Eterno é este mar em que tuas lágrimas navegam e a brisa suave que levou de ti a ilusão ...e nesta bruma ocultas teus sentires de mim ... (Celina Vasques )

domingo, 8 de janeiro de 2012

PARAÍSO



Raios de luar beijam nossos corpos desnudos
as estrelas iluminam os nossos sonhos ...
na hora em que mergulhamos em nós e o amor se faz ...
nas carícias e afagos...e no estremecer de nosso deleite
escutamos melodias divinas...sinos soam em harmonia
qual fossem tocadas por anjos e querubins
dando gloria à nossas almas gemeas

O sol que vemos nascer quando
na alvorada despertamos
seca de nossos corpos o orvalho
que caiu na madrugada ...
e estamos aqui juntinhos amantes eternos
deitados na relva verdejante do jardim paradisiaco
aonde eu encontro o meu mundo se estás comigo!

Se estás longe de mim tua imagem acompanha-me sempre
meus pensamentos são teus em todos os instantes
chego a escutar a tua voz sussurante em meus ouvidos que me conforta
e dá um agradavel sentimento de paz ao meu apaixonado coração...

Ah! mil caminhos abrem-se à nossa frente
as folhas de outono caem derramando
tapetes aos nossos pés...e a
brisa das manhãs nos trazem aromas inebriantes do paraíso...

Imortais alcançaremos a eternidade!




celina vasques