.

Eterno é este mar em que tuas lágrimas navegam e a brisa suave que levou de ti a ilusão ...e nesta bruma ocultas teus sentires de mim ... (Celina Vasques )

domingo, 8 de janeiro de 2012

PARAÍSO PERDIDO.



Tenho a alma e o corpo nus neste paraíso perdido
além da imaginação
lá onde meus desejos e anseios se concretrizam
na memória dos doces momentos
vividos em sonhos
e que nascem de noites melodiosas!

O céu de estrelas bordando de luzes
o nosso encontro e a lua iluminando
(quase envergonhada)
olhando enquanto flutuas entre as ondas
e eu atenta a este movimento
mergulhando no teu corpo tambem nú!

E foi tanto encanto...
contentamento...
até houve pranto...
explosão de alegria...paixão e gozo
enquanto o meu canto nos teus ouvidos
te encanta!

Então, por que matar os sonhos para que
a realidade possa nascer?





CELINA VASQUES