.

Eterno é este mar em que tuas lágrimas navegam e a brisa suave que levou de ti a ilusão ...e nesta bruma ocultas teus sentires de mim ... (Celina Vasques )

terça-feira, 10 de janeiro de 2012

OTIMISMO



Queria fazer um poema
que falasse de amor...
que tivesse cantos de passarinhos
e cheiro de mar.
Onde a natureza pudesse ser vista
ouvida, sentida, amada!

Um poema que trouxesse a paz, quietação
o riso, a harmonia
mas que também falasse
de saudade e realidade!

Que meus versos levassem alento
a todo sofrimento
e eu pudesse dar a felicidade
a quem se considera infeliz!

Ah! Quisera eu ser poeta
para fazer versos que não fossem
complexos e que todos tivessem acesso
- Há tantas coisas para serem ditas -
que minha poesia falasse de flores
sinfonias e cores...
e de como é linda a vida!




celina vasques