.

Eterno é este mar em que tuas lágrimas navegam e a brisa suave que levou de ti a ilusão ...e nesta bruma ocultas teus sentires de mim ... (Celina Vasques )

domingo, 15 de janeiro de 2012

NOITE DE AMOR


NOITE DE AMOR


Fim de noite e estávamos
ali deitados no chão...
juntos, tão perto quase enamorados
e falávamos de encantos de vida
e ouvíamos musicas e tomávamos
vinhos...

...eu contava das minhas dores, amores,
e chorava minha solidão!
ele me escutava, me olhava consolava,
acariciava, olhos nos olhos,
cúmplices estrelas brilhantes que liam
meus pensamentos e em
solilóquios mudos...profundos...
magnetizavam minha razão!

Triste ironia atroz que ao
senso humano irrita,
as horas passavam velozes
aconchegávamo-nos mais...
eu até podia ouvir forte as
batidas de seu coração...

...deitei minha cabeça em seu peito,
quente , ardente, paixão!
e falamos de amor, beijos,
amplexos, caricias.... desejos
sexo!

Há tantas coisas misteriosas que nos
cercam e escapam a vista!
e como num lamento
sussurrei baixinho:

"Essa é a noite mais linda da minha vida!"

CELINA VASQUES