.

Eterno é este mar em que tuas lágrimas navegam e a brisa suave que levou de ti a ilusão ...e nesta bruma ocultas teus sentires de mim ... (Celina Vasques )

terça-feira, 17 de janeiro de 2012

MORRER-TE




A noite é longa
vejo a neblina lá fora
me parece ver o teu rosto
por entre a vidraça
te escuto chamar o meu nome
num momento encantado!

Apesar do que sinto
no meu coração
eu precisava fugir
não ouvir melodias a tocar
não...não devia amar-te!

Sei que a dor que
sinto lentamente ela diminui...
pareço flutuar agora
a vida não me parece a mesma
está diferente!

Tento levantar-me
lançar meus pensamentos
meus temores
e este louco sentimento
ao vento
e o tempo passa ...
não mais ver-te?!

Preciso ser forte
para esquecer-te...
morrer-te!

celina vasques