.

Eterno é este mar em que tuas lágrimas navegam e a brisa suave que levou de ti a ilusão ...e nesta bruma ocultas teus sentires de mim ... (Celina Vasques )

segunda-feira, 9 de janeiro de 2012

MIRAGEM...



Sinto frio...dói-me a alma!
A lua inunda com sua luz o
solitário caminho onde percorro vacilante
com meus desejos afligidos
perdida num mundo entre delírios e
carências...
em dias perdidos
onde agonizam os sentires...

Miragem do teu ser assiste impassível
o desnudar de minh'alma...
madrugada fria onde a natureza sonha
invenção de minha imaginação
Poesia! tua imagem que me acompanha...
Contraditórias....silenciosas....angustiadas
lágrimas que ninguém pode ver
entre o ser e transluzir....grito!

Achei-me enfim, vislumbrando fantasmas
no momento sublime do existir...
apenas o vazio...misterioso...
insondável...ainda assim
prossigo me agarrando à ultima
ilusão...como se fossem verdades!






CELINA VASQUES