.

Eterno é este mar em que tuas lágrimas navegam e a brisa suave que levou de ti a ilusão ...e nesta bruma ocultas teus sentires de mim ... (Celina Vasques )

domingo, 15 de janeiro de 2012

MINHA VIDA



Teatro, Magia
pura Utopia,
mentiras, loucuras
vida!

Amor, desamor
lágrimas, gritos
Dor!

Palavras soltas
saudade que dói
chama que se apaga
amor que destrói
caminhos sem volta...

O tempo não pára
juras e luas
atravessaram o tempo
levando meus sonhos
venturas e a juventude!

Um adeus
E agora que vai ser de mim?
como escrever poemas...se não estarás nos
meus versos?
O que fazer com essa paixão
que me consome
como posso viver sem ti?

Rasga meu coração
Oh! Dor que no meu peito
faz morada desse amor perdido
abandonado
amante
esquecido!

Que fazer da minha vida
se és a outra parte de mim?
sou metade amor e a outra
metade DOR!




CELINA VASQUES