.

Eterno é este mar em que tuas lágrimas navegam e a brisa suave que levou de ti a ilusão ...e nesta bruma ocultas teus sentires de mim ... (Celina Vasques )

terça-feira, 10 de janeiro de 2012

LAMENTOS



Minh'alma dói
acorrentada
torturada
escuto teus passos
sou escrava de ti!

Caminho entre nuvens no espaço
no aroma dos amores
lágrimas lavam como chuvas
a poeira do meu coração em pedaços!

Minh'alma dói
Já não sou nada
ninguém
apenas o silêncio
da tua ausência
esperança de
um cego procurando luz
tateando o teu amor desvalido

E os dias passam e os ventos
nos trazem lamentos
nebulosos sentimentos
sobre os teus encantos!

Minh'alma dói
desolada
apaixonada
aprisionada
e nessa agonia das
minhas fantasias
quedo-me aos teus desencontros
na minha mente agora doente
já não sei quem sou...

E nesse abismo profundo
vislumbro sonhos loucos
os meus desejos mais ardentes
vividos em ti!




CELINA VASQUES