.

Eterno é este mar em que tuas lágrimas navegam e a brisa suave que levou de ti a ilusão ...e nesta bruma ocultas teus sentires de mim ... (Celina Vasques )

segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

IRRECUPERÁVEL...



Tu vieste a mim nos braços da noite
quando eu já percebia que não mais
haviam caminhos a trilhar...

...lançaste tua alma ao mar
e as sombras da noite já me
pareciam infinitas e eu
não mais conseguia ver a luz do sol...
apenas via o teu amor
na luz das estrelas...

Então eu queria poder
tocar a lua...talvez eu pudesse
voar e ter esperanças de ver
o teu brilho no céu...

Mas, eu perdi as esperanças...
e as desesperanças foram marcadas
pelas lágrimas...da dor...
e a escuridão caiu perante mim...
irrecuperável....





(POEMA DEDICADO A ALGUÉM QUE PARTIU E
HOJE É UMA ESTRELA)







CELINA VASQUES