.

Eterno é este mar em que tuas lágrimas navegam e a brisa suave que levou de ti a ilusão ...e nesta bruma ocultas teus sentires de mim ... (Celina Vasques )

terça-feira, 10 de janeiro de 2012

ÍCARO



Uma melodia ressoa é
como se todas as orquestras
tocassem ao mesmo tempo,sinfonias
doces profundas, tristes!

O céu de um azul intenso...o firmamento
e tu dás o teu ultimo vôo... tuas asas fracas,
tênues...tentam equilibrar o teu corpo,
ferido de morte!

Um último olhar para a vida...é a despedida!
teus olhos vidrados, choram, vislumbram
a natureza tão por ti querida!

Teu canto derradeiro como num lamento
confunde-se com o choro...
canto triste de teus companheiros!

Vais caindo...caindo...
e jazes no chão e a natureza continua,
viva, bela!
o marulho das ondas, a sinfonia, a areia alva
e tu estás aí inerte!

No meu coração pássaro ferido,
morre a ilusão, a paixão, a esperança de ser feliz.
como tu busquei, voei por ceus azuis...
sonhei...cantei e amei!

Hoje jaz no meu peito silencioso,
inerte....e a vida continua!







celina vasques