.

Eterno é este mar em que tuas lágrimas navegam e a brisa suave que levou de ti a ilusão ...e nesta bruma ocultas teus sentires de mim ... (Celina Vasques )

sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

ESSÊNCIA...



Voei...
Abri os braços iguais aos pássaros abrem as asas
Num vôo de sentimentos
Percorri o mundo qual gaivota no mar...
Viajei com o sentir do sonho perdido
Em sussurros falava de um amor irreal


A maldita contradição
Duelo eterno entre a dor e a paixão!

Presenciei o quebrar das ondas nas pedras
Assisti os dias amanhecerem e a neblina meu corpo regar
Em alvoradas orvalhadas e frias
Peguei carona no sibilo do vento... Para descansar
E adormeci nas noites com suas sombras fantasmagóricas
No céu estelar.

Uma longa e penosa viagem ao encontro da Inspiração!
Aventura cheia de sentimentos... Rumo ao infinito
A Saudade devastou meu coração que segue em silencio
Lágrimas que escorreram ao meu versejar...
Um sublime aroma surge por entre as brumas...
Essência dos deuses... Finalmente és tu!




CELINA VASQUES