.

Eterno é este mar em que tuas lágrimas navegam e a brisa suave que levou de ti a ilusão ...e nesta bruma ocultas teus sentires de mim ... (Celina Vasques )

sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

AMO-TE!

Amo- te...
Amo-te na quietude, e com ternura
Amo-te assim, com todos os meus sentires
entre murmúrios e gemidos
Neste incêndio de amor que me devora...

Amo-te...
Com loucura e nos sonhos
Delirantes desta paixão que me domina
E morro a cada dia se não tiver os beijos teus...
Os teus afagos... Tuas palavras de amor...
A sussurrar em meus ouvidos quando o amor se faz!

Amo-te...
Procuro-te nas minhas fantasias...
Espero-te a cada amanhecer e a cada anoitecer...
Tu és a solidão que hoje me enfraquece
A realidade de todos os sonhos de amor
Que eu sonhei todos os dias...

Amo-te tanto, mas tanto...
Que o silencio se faz eco
E do meu peito
Desponta sons musicais a responder
A todas as fases da lua e o brilho de estrelas
a piscar no firmamento...

Amo-te e vou buscar-te... Muito além do mar intenso
No perfume das flores nas manhãs primaveris
E no cheiro da chuva quando no inverno...
Por todos os caminhos além...
Eternamente...

Amo-te!