.

Eterno é este mar em que tuas lágrimas navegam e a brisa suave que levou de ti a ilusão ...e nesta bruma ocultas teus sentires de mim ... (Celina Vasques )

terça-feira, 17 de janeiro de 2012

ALMAS



Nas folhas da vida quantas vezes
não jazem os versos da casualidade
palavra que segreda o que
não se deu atenção ao que não
se vê!

Ao ritmo profundo e íntimo
de cada ato humano conduzem-se
a necessidade imperiosa que se
assemelham á chama contínua daquilo
que a nossa inteligência nem sempre
consegue distinguir...

Existem criaturas dotadas de almas
que tornam-se conhecidas pela
excelência do amor ao próximo
e que escrevem com atitudes
perceptiveis ao sentido no
terreno do reconhecimento
das verdades
única testemunha justa dos
destinos humanos!




CELINA VASQUES